domingo, 21 de novembro de 2010

Vídeo sobre o meu projeto

Amigos, coloco abaixo um vídeo que fiz para explicar em detalhes o meu projeto do lixo orgânico. Espero que gostem!

video

O link para o You Tube:

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Tipos de lixo e sua periculosidade

Como o meu post mais recente falava de um tipo de lixo muito prejudicial, o nuclear, hoje eu resolvi colocar aqui uma classificação do lixo quanto à periculosidade que oferecem (NBR 10.004 [ABNT, 2004] - Classificação de resíduos e Conama No23, de 12 de dezembro de 1996):


Classe I (perigosos)

Apresentam risco à saúde pública ou ao meio ambiente, pois podem ser corrosivos, inflamáveis, reativos, tóxicos ou patalógicos. Exemplos: resíduos hospitalares, industriais e agrícolas, pilhas, baterias, lâmpadas fluorescentes, medicamentos e produtos químicos vencidos, embalagens de produtos químicos em geral (inclusive de limpeza pesada e inseticidas), restos de tintas e solventes, etc.

Classe II (não perigosos)

Classe II a (não inertes)

Podem ter propriedades como combustibilidade, biodegradabilidade ou solubilidade. Não apresentam perigo ao homem ou ao meio ambiente, porém não são inertes. Exemplos: a maioria dos resíduos domésticos, sucatas de materiais ferrosos e não ferrosos, embalagens de plástico etc..

Classe II b (inertes)

Não contêm nenhum constituinte solubilizável em concentração superior ao padrão de potabilidade das águas. Exemplos: entulhos de demolições como pedras, areias, concreto e outros resíduos, como o vidro.


Espero que isso ajude a compreender melhor!

Bom dia a todos!

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Um tipo de lixo muito perigoso



Minha gente, tenho acompanhado na mídia as recentos notícias sobre a questão do lixo nuclear na Alemanha. A polêmica decisão da chanceler Ângela Merkel de prolongar a vida útil das 17 usinas nucleares do país perturbou os ânimos, criando uma enorme oposição da opinão pública. E, no dia 6, ilhares de manifestantes participaram do maior protesto antinuclear dos últimos anos. O objetivo principal dos ativistas era retardar o envio do primeiro carregamento de lixo radioativo em dois anos no trajeto de volta da França para a Alemanha. Eles alegam que os resíduos produzidos por esta atividade permanecerão radioativos durante milhares de anos. E estão certos!

O lixo nuclear é formado por resíduos de elementos químicos radioativos emanados de processos de produção de energia nuclear. O maior perigo apresentado pelo lixo atômico é sua radioatividade, tóxica e cancerígena, mesmo em quantidades pequenas. Quem não se lembra do imenso problema causado pela explosão do reator central de Chernobyl, em 1986? Vocês sabiam que apenas 5 trabalhadores da usina sobreviveram ao acidente? E que ele teve 400 vezes mais radiação do que a bomba atômica de Hiroshima no Japão, após a Segunda Guerra Mundial? Pois é! Até hoje não foi possível recuperar todas as áreas que foram contaminadas: mais de 5 milhões de hectares de terras ficaram inutilizados.

Por isso, eu deixo aqui o meu apoio aos manifestantes alemães que lutam com dignidade para assegurar condições saudáveis de vida para suas famílias!